Esse post é só para informar que estou vivo (e não-hospitalizado hehe). Alguns podem estranhar um post só pra falar isso (principalmente os que caem de pára-quedas), mas para quem entra nesse blog diariamente, semanalmente, a cada 15 dias, enfim, o leitor que sempre acompanha (ou não) o trabalho que faço aqui, o mínimo de tempo sem atualizações no blog pode ser broxante.

Basta ler o post do Rodrigo Flausino, “Blog – Trabalho Permanente” que você entenderá o motivo dessa minha mensagem que não traz nenhuma novidade sobre os assuntos abordados aqui.

Mas ter um blog é um trabalho permanente? Sim e não. Tudo depende do quanto você quer se comprometer com o mesmo e com seus leitores. Já vi blogs que nada mais são que diários virtuais online (os quais descarto, apesar que às vezes encontramos coisas interessantes – receitas, fotos, notícias, …), enquanto alguns são portfólios de artistas e outros são blogs que focam em um ou mais assuntos específicos (como este). Cada um define como usar blogs e quanto tempo dedicar ao mesmo, certo?

No meu caso, eu fico em cima do muro. Eu tento sempre atualizar o blog, postando notícias que acho pertinentes ao foco do blog e publicando textos que têm a ver principalmente com gamedev. Inclusive publico certos textos que são pedidos por vocês, leitores do blog. Há pedidos que foram feitos nos comentários (poucos por enquanto) mas também recebo pedidos via e-mail (inclusive há uma listinha de textos que ainda pretendo -e vou- postar aqui). Mas quando não dá, não dá. Por exemplo, voltar pra rotina diária após uma pausa de mais de 2 semanas é meio complicado, principalmente quando você estuda e trabalha ao mesmo tempo (no meu caso é meio bizarro pois estou matriculado em dois cursos e trabalho em duas empresas). E agora que é fim de ano, sempre fica tudo muito corrido. Então, se eu ficar por um período sem adicionar nada novo aqui, vocês já sabem. Está difícil.

E se de repente eu parar de atualizar, nunca mais postar por meses ou anos, sem dar satisfação nem ao menos falar “Cansei, que esse blog vá pra PQP!”, então podemos concluir que ou eu voltei a ser internado e dessa vez é bem complicado ou então eu morri de vez (que essas coisas demorem pra acontecer hahaha!). E sem mais, fim do post que tenho tarefas a cumprir.